Waldir Rueda Nasceu em São Paulo, capital, em 18 de dezembro de 1966. Formado em História pela Universidade Católica de Santos, no ano de 2003, ainda nos bancos acadêmicos já demonstrava que tinha grande inclinação para a pesquisa científica. Dedicado à causa histórica, foi de sua iniciativa a Lei Complementar Municipal nº 496, de 21/05/2004, que determina que sejam fotografados, antes de serem demolidos, os imóveis com mais de cinqüenta anos. Interessado na memória histórica da cidade, deu início a vários processos de tombamento de bens móveis e imóveis, que tramitam no Condepasa. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Vicente, no período de 1986 a 1992. Foi “curador”, de fato, de 1989 a 1992, de um fóssil da ossada da cabeça de uma baleia, encontrada nas costas do morro do Itararé-SV. Atento à preservação de Monumentos Públicos e de Patrimônios pertencentes à História de Santos, está sempre indicando ao Ministério Público problemas neles ocorrentes e dando sugestões para que tais bens sejam preservados e melhorados. Lecionando na rede estadual de ensino de Santos, sempre voltou suas aulas para a História do Litoral Paulista, notando grande interesse dos seus alunos para a matéria.

Não há produtos neste grupo.